Memórias de um sargento de milícias (Manuel Antônio de Almeida)

jessica belotto

Eu (e acho que quase todo mundo) nunca gostei de ler qualquer livro sobre obrigação, acho que isso acaba deixando a leitura chata e sem graça. Minha professora de português, mandou a classe ler nas férias Memórias de um sargento de Milícias, pois ela iria trabalhar a obra com a gente. Não ia fazer resenha sobre o livro, mas gostei tanto da leitura e como sei que muita gente tem interesse em saber um pouco mais da história, já que é um livro que cai em vestibulares, resolvi fazer essa resenha e tirar algumas fotos também 🙂

jessica belotto

A história se passa no Rio de Janeiro no início do século XIX e retrata a vida de Leonardo, futuro sargento de milícias, que é filho de Leonardo-pataca e de Maria das hortaliças. O casal se conhece a bordo de um navio que estava indo de Portugal para o Brasil e desse encontro nasce o menino, que tem o mesmo nome do pai.

Desde pequeno, Leonardo teve que conviver com a fuga da mãe junto com um capitão de navio e com a briga e o abandono do seu pai. É criado pelos seus padrinhos, a comadre, que é parteira, e o barbeiro, que cuida dele com toda dedicação e sonha em o transformar em padre, apesar de todas as travessuras e negação do garoto, que é passado um pouco “despercebido” pelo padrinho.

jessica belotto

O garoto está a todo momento tentando enganar o barbeiro. Anos mais tarde ele entra para a escola e consegue uma função na igreja, mas tudo isso acaba quando aproveita dessas situações para fazer suas malandragens. Consegue ser expulso da igreja, por se vingar e revelar, com a ajuda de um amigo, um segredo do sacerdote, e sai da escola, pois como só faz besteiras, ganha a todo momento, castigos e tapas do professor.

Ao ficar mais velho, Leonardo não muda nada e continua sem interesse para trabalho e estudo, para desgosto dos seus padrinhos. Conhece então, um pouco mais tarde, Luisinha, sobrinha de uma mulher da vizinhança, e com isso descobre o amor pela primeira vez e também o sentimento de medo, tristeza e impotência diante da dificuldade para chamar a sua atenção e ficar com ela. Apesar dos esforços da comadre para que isso se realizasse, Leonardo se vê em conflito com si mesmo e com os futuros pretendentes de Luisinha.

jessica belotto

jessica belotto

Enquanto isso, seu pai, Leonardo-pataca, após se envolver em romances proibidos e conflitos com o temido Vidigal, se vê mais uma vez casado e com outro filho e não aguentando mais as várias brigas e discussões com Leonardo, seu primeiro filho, ele o expulsa de casa e esse mesmo sai à procura de amigos antigos e um novo lar para ficar. E isso acontece com a ajuda de novos amores, conflitos, fugas, vinganças e principalmente muita malandragem.

jessica belotto

jessica belotto

A obra, que foi escrita no período do romantismo, gerou um conflito com a tradicional literatura brasileira da época. É chamado de romance urbano e tem seu foco voltado para as esferas sociais e por meio disso levanta e reproduz críticas ao modo da sociedade agir em diversas situações. Ele é retratado de uma forma mais descontraída, aliando o bom-humor com o realismo. A linguagem é bem coloquial, com muitas incorreções e percebemos também a presença do narrador intruso, que está o tempo todo se envolvendo na história para dar explicações e analisar os fatos, e tudo isso junto com muitas figuras de linguagem

jessica belotto

jessica belotto

Além disso, a história traz Leonardo, o personagem principal, como um herói, mas isso entra em conflito com o herói romântico, figura tão retratada na época, vemos que ele se transforma em uma espécie de “anti-herói” para nós, ao longo da história.

Como tantos outros romances de sua época, a obra foi publicada originalmente em folhetins de jornal e podemos ver um pouco disso no fato de que cada capítulo é bem curto, o que causa um mistério e curiosidade no leitor para saber o que vai vim a seguir. Logo no começo do livro vemos uma página de apresentação, em que conhecemos um pouco sobre cada personagem e o que vamos encontrar lendo o livro, isso ajuda a sabermos o que cada personagem é e faz, e a evitar que a história fique confusa.

jessica belotto

jessica belotto

Como disse lá em cima, os capítulos são bem curtos e o que achei legal na história foi o fato de que cada capítulo retratava um ponto da história distinto ao que a gente estava antes, ou seja, o foco da história deixa de ser de uma pessoa e passa a retratar outra, isso facilitou para termos uma visão geral de um todo da história e não só de uma única pessoa. Cada personagem é retratado de uma forma diferente e ao longo do livro vemos muito conflito, vingança, brincadeiras e malandragens, coisas não tão comuns na literatura da época. Além disso, percebemos que entre cada parágrafo e outro o foco foge da história para comentar fatos paralelos ou para dar explicações sobre o próprio livro.

jessica belotto

jessica belotto

jessica belotto

Existem atualmente muitas edições do livro, então não tenho como falar como é a diagramação do livro certinho, pois cada edição é diferente das outras, mas a que eu tenho em mãos não possui uma letra, margem e espaçamento muito grandes, mas esse fato não atrapalhou a leitura em momento algum.

jessica belotto

A literatura brasileira frequentemente deixa as pessoas receosas em relação a ela, eu mesma leio raramente livros brasileiros, mas felizmente os poucos que tenho na minha coleção foram experiências ótimas pra mim. Apesar de eu ter lido Memórias de um sargento de milícias inicialmente como uma “obrigação”, acho que no final ele se tornou um livro em que eu não queria parar de ler.

Editora: Núcleo     N° de páginas: 142    Ano de publicação: 1854        Nota: 4/5

E ai, o que acharam do livro? Alguém ai já leu? Gostaram? Me contem aqui nos comentários!

Por hoje é só pessoal.

Beijos e até o próximo post!

Facebook ❤ Instagram (pessoal) ❤ Instagram (blog) ❤ Weheartit ❤ Flickr Snap: jessiaca_belotto

Anúncios

2 comentários sobre “Memórias de um sargento de milícias (Manuel Antônio de Almeida)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s