Toda luz que não podemos ver (Anthony Doerr)

20160320073905 (3)

Depois de muito tempo sem postar nenhuma resenha (ou post), consegui um tempinho para escrever/postar esse aqui. A alguns meses atrás estava passando pelas fotos do meu instagram, @Corujasnaprateleira, quando vi a divulgação desse livro, na mesma hora já fiquei louca para ler. Já disse aqui que me interesso por um livro pelo seu título e esse me chamou muito a atenção e logo depois, a capa e principalmente a história, me fizeram ir comprá-lo.

20160320115253

A história se passa em dois lugares diferentes, Saint-Malo na Bretanha, França e Zollverein, na Alemanha e o plano de fundo do livro é a 2° guerra mundial. Ele é contado sob o ponto de vista de dois personagens distintos, que não se conhecem, mas que tem suas vidas ligadas pelos horrores da guerra.

20160320073905 (8)

Marie-Laure, uma adolescente alta e sardenta que fica cega quando criança, mora em Paris, na Rua Vauborel  N°4, com seu pai. Sua vida está toda concentrada em ir com o mesmo diariamente para o seu trabalho, o museu de história natural da França, aonde faz amizades e aprende sobre o universo. Extremamente dependente, apesar de cega, seu pai constrói uma réplica em miniatura da cidade onde mora, para que a menina consiga se locomover sozinha se precisar.

Bem distante dali, vive Werner Pfennig, um garoto órfão que mora com a irmã Jutta e outras crianças, em um orfanato. Muito curioso e inteligente, desde pequeno se envolve com o conserto de rádios, o que se torna uma diversão para ele e a irmã, que escutam todo dia um mesmo programa.

20160320115303 (1)

A história se desenrola desde o início da vida de criança dos dois e o começo da guerra marca o crescimento de ambos. A todo momento somos levados a uma época e contexto diferente da vida dos dois, enquanto nos primeiros capítulos a história já é bem avançada, nos capítulos seguintes ela dá um salto para trás para podermos entender o que aconteceu para os personagens estarem aonde estão. Nesse ponto o livro pode se tornar um pouco confuso, já que somos constantemente levados a um lugar e época diferente para logo depois voltarmos, no entanto, conforme os capítulos vão passando, começamos a entender melhor o que está acontecendo com os personagens e as cidades.

20160320115253 (2)

20160320115303

Ao longo do livro, vemos o amadurecimento das crianças e o avanço frequente da guerra, que deixa de ser algo pequeno, e toma proporções mundiais. Enquanto de um lado Werner completa seus 15 anos e por possuir um talento incrível passa a frequentar uma escola nazista, e logo em seguida passa a fazer parte da guerra ganhando uma missão especial. Do outro, Marie-Laure e seu pai decidem fugir de Paris, que passou a ser constantemente atacada por bombardeios, e chegam a Saint-Malo, onde mora seu tio avô.

Logo em seguida, vemos a adaptação dos dois nos determinados lugares e as mudanças e conflitos que acontecem até o momento que estamos tentando entender desde o início do livro.

20160320115253 (1)

20160320115303 (2)

A História é dividida em 13 partes, sendo cada uma delas constituída por capítulos super curtos, o que facilitou muito a leitura das mais de 500 páginas. A capa e toda a arte do livro são muito bem detalhadas e lindas, as folhas são amarelas, a letra tem um tamanho ótimo e a diagramação é maravilhosa.

A narrativa vai alternando entre os dois personagens e entre o passado e futuro. Amei o fato do livro ser extremamente rico em detalhes e o fato do autor conseguir transpassar tão bem toda a emoção do momento, mesmo nos capítulos em que Marie-Laure, que é cega, narra.

20160320073905 (5)

O livro é bem pesado e carregado de emoção e realidade, não espere um livro com um grande romance em que o final é um clichê. Pelo contrário, o autor nos mostra a realidade do momento, não escondendo os detalhes ruins e nem “enfeitando” os bons. Amei cada detalhe dele e confesso que me choquei muito com o final.

20160320073905 (4)

Alguns dias atrás fui surpreendida e contemplada com os dizeres de uma pessoa que conheço, que também já leu o livro, a qual disse que me achou parecida com umas das personagens principais, a Marie-Laure, fiquei muito feliz por ter sido comparada com essa personagem Francesa tão brilhante e incrível <3. Espero que tenham gostado e que não tenham se incomodado com o tamanho dessa resenha hehehe, acho que me empolguei um pouco com esse livro maravilhoso.

Editora: Intrínseca     N° de páginas: 526    Ano de publicação: 2015

Quem ficou interessado no livro, vou deixar alguns links de sites que eu considero confiáveis, em que ele é vendido: AmericanasSubmarinoSaraivaFnac.

E ai pessoal, quem ai já leu esse livro? O que acharam dele? Ele também chocou e surpreendeu vocês como fez comigo hehe? Comentem aqui embaixo nos comentários! Vou amar ler e responder 🙂.

Por hoje é só pessoal.

Beijos e até o próximo post!

Facebook ❤ Instagram ❤ Flickr ❤ Twitter ❤ Pinterest ❤Snapchat: jessica_belotto

Anúncios

Lembra de mim? (Sophie Kinsella)

DSCN8453

Falei em um outro post que Sophie Kinsella era uma das minhas autoras preferidas. Eu já li alguns livros dela e isso foi suficiente pra eu querer ler todos os outros. Lembra de mim? Foi o segundo livro dela que li e posso dizer que superou todas as minhas expectativas.

rt

66

Lexi Smart tem 24 anos, um cabelo “cor de rato”, um emprego muito mal remunerado, um namoro desastroso e é conhecida como “dente torto”. Bom, pelo menos ela acha que tem tudo isso, mas ao acordar na ala particular de um hospital de Londres após um acidente, fica surpresa, pois não reconhece mais a si mesma. Agora por incrível que pareça ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe do seu departamento e seu sorriso e cabelo são completamente perfeitos. E se não bastasse ainda é casada com Eric, um homem lindo e super milionário. E o único problema é que ela não tem ideia de como conseguiu tudo isso.

rtrt

r

(Tirei essa foto alguns dias antes das outras e por isso a roupa está diferente 🙂 ).

ttt

Apesar de ser 2007, a última lembrança de Lexi é a de uma noite em 2004, um dia antes do enterro de seu pai. Ela esqueceu três anos de sua vida e agora luta para tentar descobrir como ficou tão bem sucedida.

Mas Lexi se surpreende ainda mais quando fica sabendo que sua vida perfeita, não é na verdade, tão perfeita assim, pois suas melhores amigas a odeiam, seu marido não é tão maravilhoso como pensava e agora a chamam de um novo apelido: “cobra”. O problema é que por não se lembrar de nada, a Lexi antiga (de 2004) está de volta, e é uma pessoa totalmente diferente e melhor da de agora, e por isso se mete em várias confusões para fazer com que sua vida seja mais feliz e se pareça mais com a antiga, e tudo isso, claro, enquanto tenta recuperar a memória.

 

t

O livro me prendeu do começo ao fim (como todo livro dela), comecei a ler de manhã e quando vi já era de madrugada e eu já estava terminando, pois simplesmente não conseguia parar de ler. A cada capítulo eu ficava mais interessada e curiosa para saber o que iria acontecer depois.

yy

DSCN8454

tttt

Amei a Lexi, e o jeito como a autora escreveu a história de uma maneira totalmente envolvente e engraçada, que me fazia rir e chorar ao mesmo tempo. A única objeção na história, e que me deixou completamente irritada foi a família dela, a mãe e a irmã, e a forma como reagiram a sua perda de memória de um jeito totalmente despreocupado, como se isso fossem algo que não importasse, e também o fato de sempre estarem mentido sobre alguma coisa.

erer

w

(Essa também foi outro dia 🙂 )

yty

55

rtrtrt

(A foto ficou escura, mas acho que deu para ver bem os corações no livro *–*).

  O livro é todo lindo, a fonte é linda e a letra é bem grande, infelizmente as folhas são brancas (mesmo problema do primeiro que resenhei aqui da autora), mesmo ele sendo a edição original as folhas são assim :(. A capa e a contra capa são muito fofas, pois tem vários girassóis e coraçõezinhos dourados espalhados por tudo ❤ (muito amor).

trt

Esse livro, com certeza, entrou para minha lista de preferidos e a autora se tornou ainda mais especial para mim. Já comecei a ler uma série que ela lançou (Becky Bloom <3) e quero resenhar ela logo, logo aqui no blog <3. Espero muito que vocês tenham gostado da resenha e que não tenham se importado com o número (gigante) de fotos (não consegui me controlar hehehe).

 

Editora: Record    Páginas: 399    Ano de publicação: 2009   Nota: 10 (Amei!).

Quem quiser ver a resenha que fiz de um outro livro da autora é só clicar aqui

E ai, pessoal, o que acharam do livro? Alguém ai já leu? O que achou? Quem ficou interessado/a em ler?

Por hoje é só pessoal.

Beijos e até a próxima!

Facebook ❤ Instagram ❤ Weheartit ❤ Flickr ❤Twitter ❤ Pinterest ❤Snapchat: jessica_belotto